quinta-feira, 15 de março de 2012

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

As mensagens produzidas no dia a dia estão repletas de intenções. Transmitem informações, expressam pedidos, tentam promover vendas, definem palavras, são veículos de confissões sentimentais. A linguagem empregada para satisfazer cada um desses propósitos apresentam características específicas. Essas características são classificadas em seis funções da linguagem.

Função Metalinguística: quando a linguagem verbal é empregada para traduzir, explicar ou comentar uma palavra ou frase. O elemento da comunicação que se destaca nessa função é o Código.

Função Referencial: quando a mensagem de um texto focaliza basicamente informações, normalmente transmitidas por meio de uma linguagem precisa, sem ambiguidades. Nessa função, o elemento que se destaca é o assunto ou referente.

Algumas características linguísticas:
  • objetividade;
  • 3ª pessoa do discurso;
  • verbos impessoais;
  • argumentos lógicos;
  • dados e exemplos.
Função Emotiva: quando há relatos emocionados, que ressaltam sentimentos de quem fala ou escreve. O elemento da comunicação que se destaca nesse tipo de função é emissor.

Algumas características linguísticas: 
  • subjetividade;
  • 1ª pessoa do discurso;
  • advérbio de modo;
  • opiniões ou emoções.
Função Apelativa: quando há referência direta ao destinatário da mensagem. Temos como elemento principal o destinatário.

Algumas características linguísticas: 
  • verbos no imperativo;
  • vocativo.
Função Fática: quando o canal está sendo testado; necessidade de conferir se a mensagem está chegando de fato ao destinatário. Ela estabelece, prolonga ou interrompe a comunicação. O elemento da comunicação que recebe destaque nessa função é canal.

Função Poética: se caracteriza pela maneira como a mensagem é elaborada. São aqueles textos em que se percebe um trabalho cuidadoso da linguagem. A mensagem é o elemento da comunicação que se destaca nessa função da linguagem.

Algumas características linguísticas: 
  • originalidade;
  • seleção e combinação de signos.


Referência Bibliográfica: Torralvo, Izeti Fragata;Minchilli, Carlos Cortez; Linguagem em Movimento, 1 ed. - São Paulo: FTD, 2010.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário